Recanto do Chagoso

Prosa e Poesia

Textos

Cotidiano

Pantum

 

Cedo já vou pra batalha.

Repetição não me cansa

Tampouco me atrapalha

Tenho em mim perseverança

 

Repetição não me cansa

Lutar, lutar e vencer

Tenho em mim perseverança

Seguir em frente é dever

 

Lutar, lutar e vencer

E, rumo a felicidade

Seguir em frente é dever

Ainda que com saudade

 

E, rumo a felicidade

Esqueço por fim as mazelas

Ainda que com saudade

Sigo avante sem balelas

 

Esqueço por fim as mazelas

Não importa se canalha

Sigo avante sem balelas

Cedo já vou pra batalha.

 

Neide Pantoja,  JCMariniChico Chagoso

novembro de 2021

 


O Projeto:

Este é o primeiro de uma série de seis Pantuns que juntos constituem o projeto Pantum em 6 mãos, segunda edição, encampado pelos poetas Neide Pantoja, JCMarini e ChicoChagoso.  A primeira edição ensejou a composição do Pantum Rondoniano, em 2020. Poetas interessados em participar de uma proxima edição de Pantuns por várias mãos, colaborativament,e respondam a este Formulário 

Pantum:

Pantum é um estilo de poemas originário da Malásia, levado para a Europa por Vítor Hugo, tendo como expoentes no Brasil, Olavo Bilac e Alberto de Oliveira. Algumas dicas sobre o estilo na pagina de Angela Bretas, "Como escrever um PANTUM", 09/2005

Chico Chagoso, Neide Pantoja e JCMarini
Enviado por Chico Chagoso em 24/11/2021
Alterado em 28/11/2021


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras