Recanto do Chagoso

Prosa e Poesia

Textos

 

Sobre o Rondel

 

Teoria Literária

 

     O termo RONDEL, etimologicamente, vem de "redondo", do Latim, passando pelo francês arcaico. É uma modalidade de poemas de origem francesa que tem, necessariamente, treze versos distribuídos em duas quadras e uma quintilha, nesta ordem. A rima é obrigatória mas o esquema é livre. Livre também é a silabação, embora prefira-se a redondilha maior e o octossílabo. Os dois últimos versos da segunda estrofe são, na verdade, a repetição dos dois primeiros do poema. O primeiro verso do poema também é o último. Talvez daí a referência original ao redondo.

 

Estrutura:

 

Título

[Linha em branco]

Quadra

[Linha em branco]

Quadra

[Linha em branco]

Quintilha.

 

Métrica:

O número de sílabas, atualmente é livre, mas as métricas mais utilizadas são a Redondilha Maior¹, o octossílabo e o decassílabo.  Apesar de livre, deve ser único para todos os versos.

 

Ritmo:

Não exigido mas costuma aparecer de forma espontânea. É comum, para a métrica Redondilha Maior, os esquemas:

anapesto + peônio de 4ª (--— e ---——)²,

peônio de 4ª + anapesto (- - - — e - - —) ou

ambos intercalados.

 

Rima:

Obrigatória: Vários autores defendem esquema único, mas divergem entre si, sobre  qual esquema.  Isso nos leva a considerar que qualquer esquema que conserve as repetições vistas no item Particularidades pode ser utilizado. Como por exemplo os listados abaixo:

 

ABab abAB ababA³

ABba abAB aabbA

ABba baAB aabbA

         

Particularidade:

      Repetiçao de versos:

          O 7º e o 8º versos (3º e 4º, da segunda estrofe) são idênticos aos 1º e 2º.

          O último verso do poema é a repetição do primeiro.

 

Exemplos:

 

Desde os Tempos de Cabral

                       Chico Chagoso,  Recanto das Letras Jan/2010

Muita coisa já se fez
Desde que aqui chegou

O perdido português
Na ida pra Cananor.

Em tudo que ele deixou,
Muito depois de Inês,
Muita coisa já se fez,
Desde que aqui chegou.


Da missa do vinte e seis,
Nas vestes que não achou,
Nos índios à cor da tez,
Na fé em "Nosso Senhor"...
Muita coisa já se fez!

                           

Outros Rondéis do autor Chico Chagoso aqui: Rondéis

 

Rondéis no Recanto das Letras:

 

A Fechadura de HLuna, de 01/03/2011

Ajuricaba de Neide Pantoja, de 30/10/2020 

Não Tem Limite de ChicoMesquita, de 07/04/2021 

Lágrimas de Saudade de Jacó Filho, de 02/05/2021

Nem me Fale de Miguel Jacó, de 30/04/2021

Amor Sem Igual de Sandra Laurita, de 07/09/2021

Curral e Porteira de Aila Brito, de 17/07/2022

 

Notas:

¹ Redondilha de KATHLEEN LESSA

² Ritmo no Poema na  Wikipedia

³ Esquemas de rimas onde as letras repetidas simbolizam versos com rimas semelhantes; Letras maiúsculas representam versos idênticos.

Chico Chagoso
Enviado por Chico Chagoso em 22/07/2022
Alterado em 30/07/2022


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras