Recanto do Chagoso
Prosa e Poesia
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Perfil Livro de Visitas Contato Links
Textos

Anateto

Teoria Literária

 

Definição:
Uma
modalidade de poemas criada por Chico Chagoso entre 2015 e 2020. Um anateto constitui-se por um título e uma quadra, onde todos os versos devem começar com o mesmo termo, o qual também é o último do poema.

 

Etmologia e Gênese:
Anateto é um amálgama a partir do início do termo anáfora¹ mais o final do termo quarteto.  A proposta é realmente esta: Poemas formado por um quarteto (estrofe de quatro versos) com repetição de pelo menos uma palavra no início da cada verso. O objetivo é trazer frescor e brincadeira numa musicalidade infantil, de forma que possa ser facilmente musicado. Inicialmente, em fase de avaliação e pesquisa de
similaridade com outras modalidades, o autor se deparou com a modalidade "Poema Dalangola" do poeta José Cambinda Dala. Para melhor desambiguação o autor suspendeu o processo, retornando ao mesmo no início de 2020. Algumas modificações e mais detalhamento em alguns quesitos deixaram ambas as modalidades apenas parecidas. Parecidas apenas na repetição da palavra inicial,  no restante, divergem.

 

Estrutura:
O poema Anateto compõe-se do título e um quarteto (uma quadra)

Título
[Linha em branco]
Quarteto

 

Métrica:
O mesmo número de sílabas para todos os versos. O autor recomenda versos com  7 sílabas (redondilha maior). A contagem das sílabas segue a poética portuguesa

 

Rima:
Obrigatória em um dos esquemas abaixo:
    abab, aabb ou abba, 

     
Ritmo:
Não é obrigatório seguir padrão algum, mas sempre muito apreciado. 
Sugestões:
    Redondilha maior:
          2ª e 7ª sílabas (Jambo+Díbraco+Anapesto);
          3ª e 7ª sílabas (Anapesto+Peônio de 4ª)

      
Repetições:
Todos os versos devem começar com a mesma palavra ou mesmo conjunto de palavras. O último verso deve também terminar com o mesmo termo/palavra incial.


Mote:
Livre mas deve ser único

 

Sugestão de desenvolvimento:
Verso I - Introdução
Verso II - Desenvolvimento/Argumentação
Verso III - Desenvolvimento/Argumentação
Verso IV - Conclusão

 

Pontuação e capitalização:
Normal, seguindo a praxe do Português: Ponto parágrafo, final, exclamação, interrogação, ponto e vírgula, etc.

 

Particularidades:
Por ser totalmente calcado na repetição de termoss esta modalidade de poemas não admite variações que alterem esta característica.


Citações e referência:
Para citar a origem da modalidade, ao publicar um Anateto, o criador pede que, sempre que possível e em nome da didática:
- Integrar ao título o termo "Anateto", ex.:

 

Rosas do Beiradão (Anateto)

ou

Rosas do Beiradão

                                        Anateto

 

- Fazer referência à modalidade e ao criador indicando a página da teoria literária. Ex.:
 

Anateto é uma modalidade de poemas criada por Chico Chagoso. Teoria em Anateto

 

colocando o link https://chagoso.com/visualizar.php?idt=7857669, no termo Anateto, ou

 

Modalidade de poemas criada por Chico Chagoso. Teoria em: https://chagoso.com/visualizar.php?idt=7857669

 

Exemplo de poema anateto:

 

Deixo²

Deixo de cabeça erguida
Deixo mas não me queixo
Deixo e logo em seguida
Deixo até o que não deixo

 

Outros exemplos:

Pare

Agora

Amor por Sandra Laurita

Anateto por ROGERIO MARQUES SEQUEIRA COSTA


¹ Anáfora: É a repetição de uma palavra ou grupo de palavras no início de duas ou mais frases sucessivas, para enfatizar o seu sentido.(Retórica).

 

² Deixo: Fragmento da quadrilogia Bancário, Deixo, Pare e Somos, RL, 03/01/2016

Chico Chagoso
Enviado por Chico Chagoso em 09/08/2023
Alterado em 23/09/2023
Comentários
Mundurice: Uma Antologia Munduri - 2ª Edição ... R$ 9,42
Mundurice - Uma Antologia Munduri 2ª Edição R$ 24,66
Velha Porto Velho: Contos Crônicas e Poemas R$ 9,32
Velha Porto Velho: Contos Crônicas e Poemas R$ 28,47